domingo, 5 de fevereiro de 2012

sem palavras, sobre o silencio daqueles que deviam ajudar , e o caso do nosso amigo Evandro.

Queridos, divido com vocês a minha dor e revolta. Meu ex marido/namorado/ companheiro que dividi a vida durante 10 anos e hoje  atual amigo, pessoa que eu não tenho palavras para descrever o amor que sinto, nem para descrever a dignidade, o bom caráter e carisma.   Conheço desde que eu tenho 15 anos, Evandro Brito sofreu uma barbárie sem tamanho, uma violência que ainda nao há racionalidade que explique.

Ele e o amigo Erik estavam em garopaba, saíram  para pegar onda e depois saíram a noite. Voltando da balada os dois compraram um saco de batata frita  para comer. Nisto chegaram 3 caras e tentaram pegar a batata da mão  deles um deles  respondeu algo como: - o que isto ??!!  Depois da resposta os dois apanharam até quase morrer, como se isto nao bastasse os caras pegaram com o carro  uma chave de roda para covardemente bater neles : tentativa de homicídio. No momento do espancamento, a movimentação na rua onde se concentram os barzinhos e casas noturnas já era pequena, mas várias  pessoas fizeram uma roda para assistir.  Passado a violência gratuita, veio outra violência e esta que dói  mais, em mim e nele! Durante 5 horas ninguém prestou Socorro. A policia passou olhou para ele e pré-julgou que ele deveria ter sido   o causador da briga e que então merecia morrer ali desacordado. Literalmente falou isto ao Evandro: ----Vocês que arrumaram confusão merecem mesmo apanhar.  Enfim depois de horas o Evandro teve que fingir que foi atropelado para então um argentino que estava ali chamar o bombeiro, enfim  ele veio a Florianópolis de helicóptero desacordado com risco sério de vida. Poupo vocês o estado  que esta o rosto dele.  Mas hoje já não corre mais risco de vida.

Agora, sem palavras  para comentar o absurdo,  perguntamos: O que fez com que as pessoas olhassem  tamanho absurdo e nao ajudasse ? o que fez a policia pré julgar  que a culpa era dele ?  Nao tenho como confirmar, mas tenho quase 100% de certeza que a raça agiu contra ele. Olhando um negro ensangüentado nao deve ter passado na cabeça que este sujeito era vitima, a primeira opção é que ele era culpado.  Em um país  onde ensinam que negro é ladrão naturaliza-se isto.  



Nao tenho palavras para falar desta revolta.

 Como dizia marting Luther king : "O que me preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais me preocupa é o silêncio dos bons." (Martin Luther King) .  Por ironia o Evandro defendeu mestrado em filosofia, com o tema dignidade humana.  Dedica a vida a ensinar ética.  Torço para que este acontecimento nao tire isto dele, e que ele continue fazendo esta diferença !

 E eu que aprendi através dele a sensibilidade para compreender o racismo do nosso país, estou, daqui a um mes defendendo minha tese exatamente sobre o tema racismo em psicologia social... Evandro, que você  saia desta e continue tentando fazer alguma diferença para humanidade !   Na minha você já fez… e faço as palavras de James Baldiw as minhas :

"E embora seja difícil imaginar nossa nação totalmente livre do racismo e do sexismo, o meu intelecto, o meu coração e minha experiência  me dizem  que isto é realmente possível.  Até este dia, em que nenhum dos dois existam mais, todos nós devemos lutar".  (James Baldwin)


12 comentários:

Viny Belizário disse...

Concordo contigo Lia, em um país onde a raça é algo intrínseco no imaginário da população e que o negro está na base desta pirâmide social tudo estava mesmo contra o Evandro! É triste, revoltante e inconcebível imaginar e aceitar tal situação. Somente fico mais aliviado momentâneamente, pois os danos ao Evandro não tornaram-se ainda maiores. Continuo em minhas orações e enviando todos os bons flúidos possíveis pra ele e vocês. A nossa luta continua Lia, por pior que tudo isso seja, acredito que mudanças possam ser feitas, mesmo que sejam a passos curtos.

Marietta Bárbara disse...

Infelizmente casos como estes nos assombram todos os dias! Um colega de pesquisa angolano acompanhado com uma amiga baiana, também negra, sofreram recentemente agressões semelhantes. Acho que não podemos nos calar, devemos compartilhar estas fatalidades (por mais triste que sejam) para não continuarmos sufocados por tais atos covardes de discriminação e violência! Obrigada pelo gesto, melhoras para o Evandro e se me permite gostaria de compartilhar seu post no face!

Demian disse...

Racismo e a vítima é sempre a culpada da violência sofrida... Nossa é ultrajante como as mesmas justificativas preconceituosas se repetem sem cansar desde que nasci...

Me recordo de episódios deprimentes da época da faculdade e vejo que as tendências fascistas em SC só aumentaram. Não sei como as pessoas querem uma sociedade melhor se elas se prestam a assistir a violência nas ruas como se fosse um espetáculo. Deprimente.

Força pro Evandro e melhoras, que ele se recupere logo e sem sequelas.

Gladys disse...

Infelizmente não há palavras que possam explicar ou amenizar tamanha barbarie. Não sei qual das violencias que ele sofreu foi a pior se a fisica (que com certeza foi um absurdo) ser assistido por um monte de pessoas que se divertem com este tipo de agressão ou ainda o pré julgamento de ter sido culpado por estar neste estado. O racismo com certeza foi a causa de toda esta violencia.

Anônimo disse...

Nem sei o que dizer! Há aí um racismo manifesto com tal selvageria e falta de qualquer respeito pelo outro que nos faz pensar, como cidadãos e, particularmente nós, professores, sobre que país criamos. Uma barbárie à solta, sem limites, sem quem tente detê-la, dá medo!
Belinda.

Luciano Marra disse...

Uma vez escrevi uma crítica contra os skinheads sobre o filme inglês "Oi, This is England" e recebi várias ameaças. Segui o rastro da navegação e descobri que todas vinham do interior do RS e PR. Isso é muito preocupante. Melhoras ao Evandro.

Callas disse...

Oi Lia, não te conheço mas compartilho suas palavras e sentimentos. fiquei me perguntando quando li a reportagem, onde estavam as pessoas? pq demoraram tanto a serem atendidos? como puderam andar quase 1km já espancados, sem que ninguém os acudisse? eles não conseguiram escapar dos agressores, mas estes conseguiram voltar e bater novamente.
O Evandro fez concurso no CA comigo e um grupo de colegas de todas as áreas e sempre tivemos a melhor impressão dele, como profissional e ser humano.
Muita força, estou na torcida, assim como tenho certeza que muita gente está.
Saudações fraternas, Karen

Conceição disse...

Lia, não nos conhecemos pessoalmente, mas lendo seu desabafo é como se fosse alguém do meu grupo de discussão trazendo para o coletivo mais um absurdo do codidiano de uma sociedade na qual nós negros ainda não alcançamos a cidadania plena. No entanto, por mais paradoxal que seja, denunciar esse absurdo, é por certo uma atitude que faz crescer a indignação e nos obriga o romper o silêncio. O trabalho de Evandro, posso dizer também a sua militância denunciando o racismo na sua tese em Psicologia Social certamente vão fazer a diferença.

juarez_silva@hotmail.com disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
juarez_silva@hotmail.com disse...

Sinto muitíssimo, dá vontade de mandar isso para o Ali Kamel dar uma "explicação plausível", com certeza repetirá com ar empertigado, " Não, não somos racistas" ...

Juarez Silva disse...

Sinto muitíssimo, dá vontade de mandar isso para o Ali Kamel dar uma "explicação plausível", com certeza repetirá com ar empertigado, " Não, não somos racistas" ...

Vagner Cordeiro disse...

Sou contra a violência, mas esses caras que fizeram isso receber em troca o mesmo seria pouco. Evandro foi professor de vários amigos meus e sempre teve boa referência como ser humano. Espero que quando volte continue seu trabalho que muitos se orgulham.