segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Para ficar em paz com o que somos é preciso amar o que foi

Não sei como é para cada um, 
mas sei que para eu ficar em paz com o que sou tenho trabalhado muito para amar o que foi é preciso amar o que foi,  não porque foi bom,  mas porque foi  a sua história, e hoje é impossível muda-la.

E por isto, Pessoa: 

Eu amo tudo o que foi
Eu amo tudo o que foi, 
Tudo o que já não é,
A dor que já me não dói, 
A antiga e errônea fé,
O ontem que dor deixou,
O que deixou alegria
Só porque foi, e voou
E hoje é já outro dia. 

    Fernando Pessoa

2 comentários:

Natália Pesciotta disse...

lindo. me lembra esse aqui: http://www.algumapoesia.com.br/drummond/drummond39.htm
de como o que a gente fez constroi quem a gente é.

ארינה disse...

Outro dia eu estava pensando em como os 30 me fizeram justamente me entender melhor com a minha história. O que não me machuca mais, simplesmente não odeio. Algumas mágoas ainda ficarão pelo caminho. Mas sem dúvida eu consigo olhar pra trás e não dar mais importância a coisas que não interferem mais de forma alguma na pessoa que sou hoje.
E isso é tão bom!