terça-feira, 2 de novembro de 2010

A paulistada e seu complexo de superioridade !

Eu, como paulistana, por muito tempo cresci em um ambiente onde todos imaginavam que  fora dalí, daquela zona oeste , cheia de pessoas brancas, de classe média, meio intelectual, meio de esquerda, meio descolada, meio cool e sei lá mais o que não haviam seres que pensavam criticamente. Não, cresci com o racismo, a xenofobia e o sentimento de superioridade tosco dos conservadores de direita, mas confesso que cresci com um sentimento de superioridade tão tosco quanto, aquele da elite “intelectual” pensante de pessoas que estudaram em colégios experimentais. Graças ao meu pai, com 15 anos eu sai daquele ambiente onde todos éramos quase iguais, pensávamos iguais, gostávamos das mesmas musicas, mesmas roupas e freqüentávamos mesmos bares . Sai de São Paulo, convivi com muita gente do interior e de todos os estados brasileiros, onde ninguém tinha ouvido falar destas escolas, muito menos sabiam onde ficava a zona oeste,  e para minha surpresa?? TODOS  PENSAVAM , e pensavam muito, de todas as formas, as mais diversas e criticas possíveis.... Fora de São Paulo as pessoas conseguiam olhar para elas, e para os outros, sabiam de suas existências, e da existência do mundo, foi ai que percebi o quão São Paulo, e aquele ambiente havia me feito uma pessoa bem pior, e numa luta constante fui desconstruindo cada preconceito que havia adquirido naquele ambiente, me abrindo para o mundo, e entendi na pratica a idéia de “centro” e “periferia” . Centro só se acha o centro porque se coloca em uma relação hierárquica com outros lugares.  Sabe, quando os brasileiros de São Paulo viajam  para a Europa e Estados Unidos e se sentem ofendidissimos quando estes perguntam a eles se  tem carro, luz ou etc no Brasil ?  Da onde vem este sentimento ?  Este sentimento de ofensa nunca foi uma defesa do Brasil, mas sim uma tentativa de se aproximar a este “outro” europeu ou norte americano, que com estas perguntas estavam fazendo o mesmo que muitos paulistanos fazem com os nordestinos e com o norte ! Sim Paulistada, Graças a deus eles pensam !!!!!
Escrevi isto em homenagem a este vídeo que achei no youtube ! assistam, é de ficar perplexo(a) !                                                                                                                                                                                                  

                                                                                                                      

10 comentários:

ארינה disse...

Você completou o que faltava para eu entender algumas cabeças do "centro" do país que estão aqui em Israel ao meu redor.
Que bom que o HS salvou vc!!!! :)

ארינה disse...

Ai, não consigo ver o vídeo aqui. Diz que viola os termos de uso :( Que saco!

Estúdio Pedra disse...

Lia querida, saudades.
Nossa, voce foi pegar o pior do planeta....
Acho que esse tipo de video, de idéia... devia morrer entre as pessoas que as criam ....
Não acho legal ficar repassando uma bobagem dessas. Tanta coisa boa para se discutir, curtir, analisar, mudar....
Não acho que o caminho para uma mudança seja esse.

Saudades ! beijos , mande notícias.

Bruno Hoffmann disse...

O caminho da mudança é, sim, lembrar pra essa gente branca de Jardins, Vila Madalena, Vila Olímpia, Perdizes & Adjacências o quão parecida é uma da outra. O quão pouco criativa. O quão repetitiva. E o quão preconceituosa. Essa gente olha pra periferia e vê uma massa de seres humanos iguais uns aos outros. Talvez sejam, porque o meio faz repetir atitudes. Só que essa gente da zona oeste é pós-doutor em seguir caminhos óbvios.

E o vídeo é de dar aperto no coração. Que vergonha dá de São Paulo.

Luiz Gonzaga (Zaga) disse...

Depois dessas eleições eu entendi perfeitamente porque o Golpe de 64 foi apoiado com grande entusiasmo pela classe média brasileira.
E também porque o nazismo foi apoiado na Alemanha durante a II Guerra.
O ovo da serpente foi disseminado aqui no Brasil por essa campanha suja do PSDB, carregada de ódio e preconceitos, baseada em boatos e infâmias

silvana disse...

ontem vi uma entrevista do bispo tutu onde ele afirmou ter dito ao presidente do apartheid que eles eram irmãos. difícil ser irmão de certas pessoas, mas a humanidade e o humanismo nos obriga.

cubotchela disse...

nem me fale! tenho vergonha de ser Paulistana... pra minha felicidade aos 8 anos de idade sai da babilônia e pude ter uma vida mais saudável no interior.. hoje moro em João Pessoa, aqui é uma terra de gente trabalhadora (MUITO TRABALHADORA!!). Pude viajar por muitos lugares da Paraiba e conhecer senhores e senhoras castigados pela vida difícil e, ainda sim, dando conta de cuidar do roçado, da pesca e da casa, do corte da cana... queria ver alguma das minhas primas paulistaníssimas dar conta de um quarto do trabalho desse povo!

Ana Helena disse...

Oi lia, esse video me deixou perplexa como você e muito triste. Para além de ser nordestina e ter orgulho disso fico pensando em quê evoluimos desde o século XIX? Parace que muito pouco não é?
Minha pouca esperança se anima ao ler uma reportagem do Diário do Nordeste em que fala sobre a possibilidade da futura advogada Mayara Petruso ser processada por crime de racismo. Espero que este processo siga um caminho correto e se conclua de forma a realmente processá-la.
te envio a reportagem:
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=878557
beijos!!
ana

tela disse...

´Quem coordenou a campanha do Serra foi o Sérgio Guerra um nordestino.
Samuel Costa

Pablo disse...

Lia. O vídeo foi removido, fiquei morrendo de curiosidade. Eu sou da opinião que é bom mostrar essas coisas sim. Abre os olhos das pessoas e numa dessas alguns desses caras ficam com vergonha de si mesmos ao serem expostos. Um abraço. Se puder manda o video pro meu Fb. Abs

Pablo Aldunate